sábado, 23 de julho de 2011

“ O SEGREDO” E A MATRIX - " The Secret” and The Matrix

 ( A LEI DA ATRAÇÃO E AS ILUSÕES DA MENTE)
(The Law of Atraction and the Ilusions of the Mind)
By ALSIBAR
O mundialmente famoso livro e DVD “ O segredo” da escritora Rhonda Byrne alcançou seu sucesso, em parte, por estimular nas pessoas a confiança de que elas podem alcançar quase tudo que desejarem. Até aí, tudo bem. O problema é que o livro, apesar de conter verdades incontestáveis, esquece de enfatizar a dimensão do despertar espiritual o que pode ter consequências graves quando não entendido corretamente. Este artigo tem como objetivo analisar as verdades e ilusões abordados neste best seller, e alertar para os riscos advindos de uma compreensão errada que pode levar não à libertação, mas ao fortalecimento dos grilhões da poderosa Matrix ou Maia – a máquina das ilusões.
Durante muito tempo eu acreditei e ainda acredito que a mente é poderosa e que ela pode realizar qualquer desejo. O primeiro livro que li a esse respeito foi “ O poder infinito da sua mente” de Lauro Trevisan, depois vieram outros do mesmo autor, depois Joseph Murph, Lair Ribeiro e por último o livro “ O segredo”. Ora, o que este último traz de tão especial em relação aos outros? Em essência pouca coisa. Mas foi a primeira vez que vi um DVD tão bem produzido sobre um assunto que eu já conhecia há muito tempo. Os testemunhos e a forma “científica” com que os conceitos são abordados  são muito originais e impactantes. Os recursos audio-visiuais, a dinamicidade com que são apresentados os temas, a computação gráfica, as fotografias e a direção de arte estão impecáveis. É impossível manter-se indiferente ou neutro. O livro “ o segredo” nos toca, nos estimula, mexe com nossas estruturas, nos faz reagir e sonhar. Sonhar que podemos ter tudo bastando, para isso, que confiemos, que mudemos nossos pensamentos, emoções e atitudes e  tudo o mais virá a nós, com uma certeza quase matemática. Mas será assim mesmo?
The book " The Secret"
Ora, nada que foi exposto no livro é novidade. Jesus já dizia que a fé remove montanhas. Os hindus há séculos conhecem a Lei da Atração, lei do Carma, ou lei de Causa e  Efeito como dizem os espíritas. Isso não é nenhuma novidade. Mas aquele ar de mistério, aquela atmosfera mística que o DVD nos apresenta – como se estivéssemos tendo acesso a um segredo valiosíssimo, guardado há séculos sob o mais absoluto sigilo é o que, em parte, mais nos fascina. Mas, mesmo isso, afigura-se muito mais como um teatro de marketing, do que um fato. Rhonda Byrne, expõe ensinamentos que, até certo tempo, eram restritos às chamadas sociedades secretas ou iniciáticas como a Maçonaria, a Rosa-Cruz, a Amorc, a Teosofia etc. Mas, faz tempo que os conhecimentos dessas organizações se tornaram populares e, já há algum tempo, deixaram de ser domínio restrito a alguns poucos iniciados ou privilegiados. Ou seja, o mérito de “O segredo” está na forma interessante, original e pioneira com que descreveu o que todo mundo já sabia: que tudo o que você faz, pensa ou sente retorna na mesma medida para você; que você colhe o que você planta. Todo mundo já conhecia estes ensinamentos. Mas há outros aspectos neste livro que o tornaram tão singular e perigoso ao mesmo tempo - é o que veremos no próximo parágrafo.
O livro “O segredo”  estimula em nós a ambição, o desejo e a ilusão de que nós podemos tudo. As consequências disto podem ser devastadoras, frustrantes e até traumatizantes. O EGO se inflama e a Matrix- com sua mega e poderosa estrutura- reafirma seu poder e  domínio, pois aí, neste ponto, encontra-se um grande equívoco que é pouco enfatizado no livro/DVD : o verdadeiro poder não provêm do EGO, este é “homicida desde o começo” como diz a Bíblia cristã. O verdadeiro poder vem da entrega à vontade do Pai. Pois quando o EGO (Ilusão-Satã) usurpa esse poder, ele nos faz pensarmos que podemos contrlar nossa vida e  a nosso bel prazer. Mas, no final, tudo o que encontraremos é trevas e frustração. Poderemos  conquistar tudo : fama, poder, dinheiro, mulheres e riqueza – mas sem termos a sabedoria e o despertar da verdadeira consciência e sabedoria, o resultado  disto tudo pode ser desastroso. O poder real não provém do EGO, a saber do DESEJO e do PENSAMENTO, mas pela sintonia com algo maior, com o Desconhecido em nós, com a vontade  de Deus, que se manifesta quando o ego se extingue, quando morremos para nós mesmos e renascemos para o Cristo ( Consciência). “Procurai em primeiro lugar o Reino de Deus e sua Justiça e tudo mais vos será dado em acréscimo”- já dizia Jesus. No Bhagavad Gita já é dito que Deus é o único ator do universo e se ilude aqueles que se consideram os atores.
Em outras palavras, o livro mantém e sustenta uma visão dual do Universo, como se fossêmos entidade separadas. Reforça assim, a força do EGO pela qual a Matrix mantém os homems aprisionados. O poder existe. A Lei da Atração existe. Mas o EGO não existe- enquanto essência- mas somente enquanto miragem ou Ilusão. Ou seja, estamos tão identificados com nossos pensamentos e desejos, que perpetuamos a existência de uma entidade ilusória. Mas há outro grande e grave perigo para todos os que lêem o livro sem o discernimento correto : ele perpetua uma das crenças mais perigosas da Matrix : a de que os bons pensamentos são vibrações elevadas. Não são. Pensamentos são as principais armas de dominação da Matrix. Não existe pensamento elevado, todo pensamento é memória, é passado, é desejo, é ego e está ainda – dentro dos domínios de Maia. Somente os pensamentos conscientes e funcionais – aqueles que não são reativos nem automáticos- e que devem ser usados apenas como instrumentos de comunicação e raciocícinio - podem ser considerados de alguma valia e importância. Todo pensamento positivo, atrai coisas positivas, mas sempre dentro do âmbito da Matrix,  mantendo-o apegado à coisas materiais, à dualidade sujeito-objeto. Mas esses pensamentos não podem libertá-lo da  prisão dos pensamentos ou Samsara .
Vibração elevada encontra-se quando o pensamento naturalmente se extingue e a consciência se faz presente- como no caso da Meditação. Nesses momentos de ausência do Ego-desejo o homem deixa de  ser uma entidade complexa, separada e fragmentada e entra em contato com sua dimensão infinita, atemporal e desconhecida, que muitos chamam de Deus, Self ou Átman. Mas isso não está ao alcance dos pensamentos, nem podeis desejá-lo como se deseja um carro, uma casa, ou qualquer outra coisa material. Somente quando nos despojamos da vontade de dominar ou alcançar qualquer coisa neste nível ou em qualquer outro, é que aquela outra  coisa vem à tona. Ela se encontra além do pensamento, dos desejos ou da vontade. Ela é a verdadeirao sintonia com dimensões inconcebivelmente mais elevadas e somente por este caminho poderemos sintonizar-mo-nos com as vibrações do Pai, que é atemporal e inonimável.
Para terminar este texto, quero citar uma fala de Sri. Yukteswar, mestre de Paramahansa Yogananda, por ocasião de sua Materialização e Ressurreição:
“ Enquanto a alma do homem se encontra encerrada em um, dois ou três  recipientes corporais, fechados hermeticamente com a rolha da ignorância e dos desejos, não pode fundir-se com o mar do espírito(…). Quando se alcança, por meio da sabedoria, a ausência de desejos, seu poder desintegra os dois vasos remanescentes. A diminuta alma do homem emerge, finalmente livre, unificada com a Amplidão Universal” ( A.Y.-458).
“ Na Terra, no estado de vigília, o ser humano está mais ou menos consciente de seu três veículos. Quando está ocupado com os sentidos, sentindo o gosto, cheirando, tocando, ouvindo e vendo, ele opera principalmente com o seu corpo físico. Quando exercita seus poderes de vontade e visualização , está operando, sobretudo por meio do corpo astral. Seu instrumento causal  expressa-se quando o homem mergulha profundamente  em instrospecção ou meditação. (A.Y- 463)

CONCLUSÃO

O livro “ O segredo” é um livro útil para se alcançar coisas boas dentro da Matrix, mas não é nada útil para a libertação do domínio desta prisão mental. Enquanto desejarmos apenas coisas como dinheiro, poder e fama e enquanto a noção de felicidade estiver ligada à conquista de pessoas e coisas “O segredo” tem sua utilidade. Mas existe felicidade na Matrix? Existe, mas ela é relativa, dual e passageira como todas as coisas que existem nesse plano. Não sendo, portanto, verdadeira felicidade. Como pode haver felicidade no Reino da Ilusão ?A verdadeira felicidade está em libertar-se da Matrix. Estabelecer-se no estado de liberação que a tradição hindu chamou de Moksha e que os budistas chamaram de Nirvana. Por mais que nos sintamos felizes em alcançar um objetivo, um emprego, um carro ou um relacionamento, não podemos esquecer que  enquanto vivermos dominados pelos nossos pensamentos reativos e fragmentados, identificados com nossos desejos conflitantes e contraditórios seremos  prisioneiros da mega estrutura de Maia ou Matrix, sem qualquer chance de encontrar a verdadeira e real felicidade.
Autor : Alsibar
( repostagem autorizada, desde que seja informado o autor e o link da fonte)

Referências Bibliográficas :
·        Autobiografia de um Yogue – Paramahansa Yogananda- Self Realization Fellowship – Brasil, 2009.
·        O Segredo – Rhonda Byrne


Um comentário:

  1. Olá, Alsibar!
    Gostei da sua abordagem. Peço licença para postar alguns de seus temas. Abraço fraterno!
    Turina.

    ResponderExcluir